LadeiraIlustra Card 3– Boa tarde, senhor Justo?
– Boa tarde. Quem está falando?
– Nós somos do seu banco e gostaríamos de saber se o senhor…
– Olha, me desculpe, estou saindo do almoço para uma reunião e…
– Me desculpe o senhor, esperamos que tenha tido um bom almoço no Fogão de Lenha.
– Como você sabe que eu estava no Fogão de Lenha?
– Como eu disse, senhor Justo, nós somos do seu banco e estamos sempre em sintonia com os seus investimentos, desejos e passos.
– Como assim?? Isso está com cara de golpe. Quem é você?? O que você quer?
– Calma, senhor Justo, cuidado com o seu coração, aliás, o senhor tomou os comprimidos antes da refeição?
– Meu Deus, o que é isso?? Que comprimidos? Como você sabe? O que é isso?
– Nada, apenas queremos mostrar que nos preocupamos com o senhor, a sua saúde. O senhor passou na farmácia ontem, antes de comprar na padaria provavelmente pão e leite. Tomou cafezinho na Kopenhagen. E está tudo bem com o seu pênis, senhor Justo??
– O QUÊ!!!!! Como você se atreve, que papo é esse, aqui não tem problema não!!! Você está me espionando, acessando minhas intimidades, vou te processar, que direito é esse de bisbilhotar na vida dos outros, seu… seu…
– Calma, senhor Justo, o senhor não está fazendo justiça ao nome, e nem a mim. O senhor tem a opção da nota Paulista, faz todas suas compras com cartão de crédito, até um cafezinho e chocolatinho, está na rede, não bisbilhotamos nada, faz parte do perfil traçado pelo senhor de compras, viagens, produtos de interesse. A Bomba GreenLine tem várias utilidades, disfunção erétil, ejaculação precoce, mas vai ver o senhor está querendo dar uma aumentadinha no pringuelo, é justo, senhor Justo, e o preço foi muito bom. Se funcionar, claro.
– Ora, mas tenha a paciência, eu vou desligar, seu… seu… sem vergonha, eu vou ligar para o seu superior, abrir um processo, cancelar agora o meu cartão!!!!
– Eu não faria isso, senhor Justo.
– Por que?? Agora preocupou, , vai complicar pra você, canalha!!
– Vai complicar para o senhor…
– Tá me ameaçando??? É???
– Absolutamente, senhor Justo, nosso interesse é ter um cliente satisfeito, atendido em todas as suas necessidades, afinal, só é perfeito se é perfeito para você. E o senhor deve ter tido uma tarde perfeita no Atelier 69 na semana passada, e a gente sabe que este estabelecimento tem um nome fantasia para as faturas que não é o mesmo do lugar que o senhor foi para uma rapidinha, certo?
– Atelier 69? Hummm… é mesmo? Eu fui lá? Não lembro… mas se o amigo está dizendo que sim… inclusive eu estava pensando em aumentar meus investimentos no seu banco, talvez um novo consórcio… não seria bom?
– Ah… que bom que estamos nos entendendo senhor Justo, seria ótimo. Inclusive eu poderia dar uma dica para o senhor. Sua esposa foi ao cabeleireiro na segunda, pela manhã, e depois deu uma passadinha rápida no Atelier 69… Alô, senhor Justo… Alô…

Anúncios