– E aí, tudo certinho pra comemorar o aniversário?
– Acho que sim, se é que dá para estar tudo certo no último dia do mundo.
Waldir falava enquanto abria suas correspondências na mesa do café da manhã. Marisa olhou para ele com cara de quem não aguenta mais falar desse dia fatídico, mas continuou cutucando a nova, já velha, paranoia do marido.
– Quer dizer que é isso mesmo, vamos assoprar as velinhas e se enfiar todo mundo pra debaixo da mesa, é isso???
– Acho que sim. E seja o que Deus quiser!!!
– Ai, Waldir, não guento mais esse apocalipse, é o fim da picada!!
– Fim do mundo, querida, fim do mundo!!!
– Então, o que a gente vai fazer, cortar os pulsos antes??
– Não, nada disso, pelo contrário, vamos nos preparar e aproveitar.
– Aproveitar como, se vai ferrar tudo??
– Aproveitar enquanto der. Já programei nossos próximos dois meses com o melhor do melhor. Comprei tudo novo aqui pra casa, tudo!! Estão entregando amanhã, pago no cartão, parcelado em 24 vezes. Usei todo o meu limite nos três cartões, e isso inclui cruzeiro na melhor cabine, é onde vamos estar no dia 21.
– Você ficou louco, Waldir???? Cheirou cola, pirou???? E se não acontecer nada??
– Se não acontecer nada, a gente devolve tudo. Mas vai acontecer, e agora, TEM que acontecer, é melhor que aconteça, se não vai ser o fim pra nós, hehehe…
Marisa já não conseguia ficar sentada à mesa, andava de um lado para o outro da copa, com paradas rápidas encarando Waldir nos olhos, agitada, contida.
– E não é só isso, amanhã vamos pular de paraquedas! E no domingo, saltar de bungee jumping.
– Ahhh, não, stop, stop!!! Eu não pulo de lugar nenhum, no máximo na cama!!
– Meu amor, nós precisamos correr, acelerar, fazer o que a gente sempre quis fazer, aproveitar os nossos últimos dias para curtir, como nunca!
– Como quis fazer??? Quem disse que eu sempre quis pular de paraquedas, nessa coisa de elástico amarrado na perna????? Eu tenho medo de altura, Waldir, presta atenção, você surtou! Dia 21 de dezembro de 2012 vai ser apenas o dia que você veio ao mundo há cinquenta anos, só!! E não o último dia do mundo!!!
– Amor, acredita em mim, relaxa, mentaliza, eleva o seu pensamento e goza!!!
– Waldir, melhor não entrar no quesito goza, vamos nos ater apenas ao fim do mundo, porque essa outra parte, já está o fim da picada, certo? Brincadeirinha, não precisa fazer essa cara. Olha pra mim, para de olhar as correspondências, até porque, mais dois meses e elas não vão valer nada.
– Isso!!! Finalmente você captou a energia, mais dois meses e nada vai valer mais nada! Boa, meu bem, agora você sacou, fecha os olhos e salta comigo!!
– Captei… é?? Saltar?? Ai, meu amor, saltar não, eu tenho tanto medo… o que vai ter nessa outra dimensão… Mensalão?? Furacão?? Escuridão??? Ai, Waldir… não me faz entrar nessa, não! Olha, a gente está nessa juntos, certo? Já estivemos em alta, em baixa, momentos ruins, bons, mas sempre fazendo o que podia, certo?
Vamos continuar fazendo do nosso jeito, sem cortar caminho de forma oportunista, sem querer tirar proveito na marra, curtindo o que a gente tem, agradecendo por tudo que já tivemos. No dia, a gente acende a velinha, você sopra e apaga, e ninguém vai pra debaixo da mesa. Se explodir, a gente explode abraçado, se continuar, a gente continua abraçado. O que você acha?
– Acho que eu vou cancelar as nossas compras. Pode só a do cruzeiro??
– A gente merece!
– A gente merece, parabéns!

Anúncios